quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Santo Orestes de Tiana da Capadócia, Mártir († Século III ou IV), 10 de Novembro

Orestes era da cidade de Tiana na Capadócia, cristão de nascimento e médico por profissão. Durante o reinado de Diocleciano, foi duramente interrogado pelo perverso governador Máximo. Quando, a princípio, o governador o aconselhou a negar Cristo e adorar os ídolos, Orestes respondeu: "Se você conhecesse o poder do Crucificado, rejeitaria a falsidade dos ídolos e adoraria o Deus verdadeiro." Por isso, Máximo ordenou que ele fosse espancado, cortado e desconjuntado; depois, foi queimado com um ferro em brasa e, finalmente foi jogado na prisão para morrer de fome.
O jovem Orestes passou sete dias sem pão nem água. Ao oitavo dia, foi novamente levado à presença do governador, que começou a ameaçá-lo com torturas terríveis. A isso Orestes respondeu: "Estou preparado para suportar qualquer dor, tendo o sinal do meu Senhor Jesus Cristo inscrito no meu coração." O governador então ordenou que martelassem vinte pregos de ferro em seu pé, o atassem a um cavalo e o arrastassem por rochas e espinhos, até que o mártir de Deus desse seu último suspiro.
No lugar onde o corpo de Orestes foi jogado, um homem, brilhante como o sol, apareceu, juntou todos os ossos de Orestes e os levou a um monte perto da cidade de Tiana enterrando-os com honra. Esse maravilhoso santo apareceu a São Demétrio de Rostov e lhe mostrou todas as feridas em seu corpo.

Ver também:

Fontes :
http://1.bp.blogspot.com/_UOJjUH2o_wM/SvmQI7CuojI/AAAAAAAACcc/BAQa9GvYnH8/s1600-h/10_nov_St_orestis.jpg

Nenhum comentário: